terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Imóveis comerciais temm alta de 35,5% em 2010


Fonte: DCI

O retorno de investimentos em imóveis comerciais no Brasil foi de 33,5% no ano passado, o maior desde 2000, de acordo com novo índice da BM&F Bovespa e FGV. O indicador atesta a demanda aquecida por shopping centers, hotéis e escritórios diante do crescimento da economia em 2010.

"Ainda não temos perspectiva [de bolha] no mercado de imóveis comerciais", disse o pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da Fundação Getúlio Vargas, Paulo Pichetti, embora tenha reconhecido uma valorização nos últimos anos.

O diretor de Desenvolvimento e Fomento de Negócios da BM&F Bovespa, José Antonio Gragnani, destacou que o crédito imobiliário ainda é uma parcela pequena do Produto Interno Bruto (PIB) no Brasil. "Em outros países [da América Latina], o crédito imobiliário representa 14% a 17% do PIB, enquanto no Brasil equivale a perto de 4% do PIB", diz.

De acordo com o presidente da Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp), José de Souza Mendonça, o novo índice apresentado deve ajudar a aumentar os investimentos de fundos de pensão em imóveis.

"Hoje os fundos de pensão podem aplicar 8% em imóveis e têm 2,8% do capital destinado a imóveis. Também podem alocar até 10% em fundos imobiliários e não possuem nem 1% da carteira nisso", afirmou Mendonça.

"Os imóveis têm uma característica de iliquidez e faltava um índice que nos desse mais informações para esses investimentos", finalizou.