quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Odebrecht lança site para torcedores acompanharem as obras do Itaquerão


Fonte: Estadão.com


No endereço, também é possível ver o Maracanã, Fonte Nova e Arena Pernambuco. 

A Odebrecht lançou um site para que o torcedor possa acompanhar as obras dos estádios da empresa para a Copa do Mundo de 2014. No endereço será apresentado o andamento das obras no Itaquerão, Maracanã, Fonte Nova e Arena Pernambuco. Cada arena tem uma ficha técnica, uma pequena apresentação e um espaço para perguntas frequentes. 

No estádio do Corinthians, a empresa já coloca oficialmente que as obras podem acabar somente em fevereiro de 2014, 33 meses após o início dos serviços. O prazo de entrega foi prorrogado depois de Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, ter dito que a arena poderia ficar pronta alguns meses antes do início do Mundial no Brasil. 

O Itaquerão será construído para 48 mil pessoas, mas para a Copa receberá 20 mil lugares removíveis, que serão bancados pelo governo paulista. "O projeto do futuro estádio do Corinthians, de autoria do arquiteto Anibal Coutinho, prevê que ele tenha instalações para receber 32 Chefes de Estado, representantes dos países que irão disputar a Copa no Brasil. Também haverá estrutura para o trabalho simultâneo de cinco mil jornalistas de todas as partes do mundo", afirma a Odebrecht em seu novo site. 

Ao custo de R$ 820 milhões, o estádio será erguido também com a ajuda de R$ 400 milhões do financiamento do BNDES. Atualmente, o canteiro de obras conta com 350 trabalhadores e está na parte de terraplenagem. "Nessa primeira etapa, estão sendo realizados serviços preliminares de terraplenagem, instalação do canteiro de obras (escritórios, restaurante, ambulatório médico etc.), remoção de interferências e colocação das primeiras estacas." 

Outro assunto que a Odebrecht trata é sobre os dutos da Petrobras que passam no terreno do estádio. Eles terão de ser removidos e ainda não foi decidido quem pagará a conta. "Para a conclusão total dos serviços, os dutos deverão se deslocados para uma área lateral do terreno. Porém, na fase atual de obras de movimento de terra, os trabalhos podem ser realizados sem afetar os dutos", afirma a empresa.

Confira o site: Odebrecht na Copa