sexta-feira, 4 de março de 2011

Cidades próximas a São Paulo tem poucos imóveis industriais disponíveis

Fonte: InfoMoney

SÃO PAULO - Os imóveis industriais isolados, ou seja, que estão situados fora de condomínios, de classe A e A+ nas cidades de Guarulhos, Osasco, Barueri, Jandira e Itapevi estão em alta. Segundo dados da empresa Colliers International Brasil, o percentual de imóveis deste perfil vagos nestas cinco regiões é de 1,2%, com maior influência em Guarulhos, com taxa de 2%, e menor em Barueri, com 0,4%. As informações são relativas ao segundo semestre de 2010.

Além da pouca oferta de imóveis deste perfil vagos nessas localidades, os valores pedidos para locação estão entre os mais altos do Brasil. Na região de Barueri, os preços de locação podem chegar a R$ 30 o metro quadrado, seguida por Osasco, com R$ 25/m², enquanto que em Guarulhos podem chegar a R$ 22/m² e em Jandira e Itapevi, a R$ 20/m².

Segundo a estimativa da empresa, a cidade de Guarulhos, responsável por 60% do mercado pesquisado, ganhará cerca de 100 mil metros quadrados em 2011. A proximidade com as rodovias Ayrton Senna e Presidente Dutra resulta na forte demanda de empresas de logística. Os imóveis próximos às saídas do aeroporto de Guarulhos apresentaram valores 10% a 20% mais altos do que os de imóveis similares localizados em bairros mais afastados.

Comparação

A empresa também registra a valorização no mercado de condomínios industriais. Em São Paulo, os valores variam entre R$ 11/m² e R$ 28/m². No Rio de Janeiro, os valores podem alcançar a R$ 23/m², em Santa Catarina, chegam a R$ 20/m², o mesmo encontrado no Pará. No Distrito Federal e em Pernambuco, os preços alcançam R$ 17/m².

Os condomínios são a nova tendência do mercado imobiliário industrial, por conta da redução de custos ou pela flexibilidade capaz de reunir em um único ambiente todos os setores de uma empresa – administrativo, produção, armazenagem e logística. As perspectivas de crescimento deste segmento, de acordo com a empresa, estão em torno de 11,5% - aproximadamente 0,5% superior ao mercado de escritórios corporativos.